Os erros mais comuns na educação dos filhos.



É comum na relação familiar os pais cometerem erros na educação dos filhos.

Vejam abaixo as atitudes mais comuns:

- Desautorizar o outro na frente da criança
Se o pai diz “não” e a mãe diz “sim”, a criança ficará confusa, sem saber o verdadeiro limite das coisas.

- Não dar um bom exemplo
A melhor maneira de educar é através do exemplo e, se os pais mandam a criança fazer alguma coisa, mas agem ao contrário em sua vida pessoal, ela irá sentir que o que os pais pedem não precisa ser obedecido, já que eles próprios não agem corretamente.

- Ceder á birra da criança
Uma criança que faz birra está testando a autoridade dos pais.
Converse com seu filho explicando que a birra não o levará a nada e, não ceda, pois vai haver um momento que ele entenderá e vai parar com esse comportamento.
- Não dar explicações
Quando dizemos não á criança, precisamos explicar a ela o porquê desse não. Com carinho, em linguagem simples e adequada, ela irá entender e acatar, sem revolta.
- Contar pequenas mentiras
Pais que mentem terão filhos mentirosos.
Pequenas mentiras como a do bicho papão que vai pegar o menino que não comer salada, não leva a nada e uma das consequências é a falta de confiança nos pais.
- Ameaçar a criança
Ameaçar a criança com punições, chantagens, mentiras não ajudam em nada a educação dos filhos.
Os pais perdem a moral porque não podem cumprir as ameaças absurdas que inventam para proibir uma atitude e a criança não aprende a finalidade de agir corretamente.
- Falar mal do companheiro (a) na frente dos filhos.
Especialmente em casais separados isso é muito comum e não acrescenta nada de bom na vida da criança, que se sente dividida entre o pai e a mãe.
Se você se encaixou em alguma dessas situações procure corrigir agora para que seus filhos não sofram as consequências no futuro.


Dia da Árvore com a turminha


Nessa sexta-feira comemoramos com nossa turminha  o Dia da Árvore e ficamos muito felizes por perceber que eles conseguiram entender a importância da Natureza no nosso Planeta.
As árvores fazem muito mais do que embelezar nossas paisagens. Elas melhoram a qualidade do ar que respiramos, dão frutos, servem de moradia para espécies animais (como algumas aves), nos fornecem sombras fresquinhas, papel e móveis, enfim, representam um grande bem da natureza. Por isso, merecem toda a nossa atenção e cuidado.
Em 21 de setembro, Dia da Árvore, levamos essa reflexão para dentro da escola promovendo atividades especiais com música, leitura e um trabalho de arte que reaproveita materiais. Além de conscientizar os alunos sobre a importância das árvores para o meio ambiente, as comemorações ajudam na socialização da turma e até no envolvimento das famílias.
Um dia diferente dos outros
Para as comemorações do Dia da Árvore, você pode programar atividades que mudam, de forma divertida, a rotina das crianças. Conte aos alunos que nessa data vocês brincarão bastante ao ar livre e debaixo de uma árvore da escola - se não houver, organize um passeio a alguma praça ou parque de sua cidade (avise os pais com antecedência). Algumas ideias para aproveitar esse tempo de uma maneira educativa e divertida:
★ Conte por que o Dia da Árvore é comemorado no dia 21 de setembro.
★ Em seguida, questione: por que as árvores são importantes para as nossas vidas? Fale da sombra, dos frutos e dos benefícios para o solo e para o ar que respiramos.
Proponha que os alunos deem as mãos formando um grande círculo ao redor da árvore, abraçando-a.
★ Entregue desenhos de árvores para as crianças colorirem (forneça os materiais de pintura).
 Peça também que elas criem seus próprios desenhos. Fixe-os depois no mural da sala.
★ Leia histórias que tenham árvores como personagens centrais

Eu também brinquei com meu pequeno Pedro Neto,em casa, de criar flores e árvores com suas mãozinhas.







Folclore


Oi, gente!
Minha internet voltou e estou tentando colocar o blog TIA SUELY em dias...!
Nesse mês de agosto tivemos muitas e grandiosas festividades, como a do DIA DOS PAIS,que acabei de publicar pra vocês conferirem.Logo em seguida, tivemos a data do Folclore...Meninas(os), aqui no blog, tento ser bem clara com vocês...Tenho esse "cantinho" como um espaço onde eu possa mostrar, de verdade, como sou, e assim, como somos de um País Democrático, não reprimo meus pensamentos...Confesso a vocês que não gosto dessa data...Mas por quê, tia?Gente,porque como sou conhecedora da Palavra de Deus(ainda que não sendo praticante de nenhuma Igreja...AINDA!), sei que por trás dessa tradição de nosso País, há certas coisinhas que me incomodam...Mas também, como sou Professora e tenho que respeitar certas comemorações que há no nosso Brasil e em nossas Escolas, então vou respeitando...Mas também não posso deixar de comentar que nossas crianças estavam tão fofinhas dentro dessas caixinhas...!Hehehe!
Titia os ama muitooooo!
"Hoje é domingo 
Pede cachimbo 
O cachimbo é de ouro 
Bate no touro 
O touro é valente 
Machuca a gente 
A gente é fraco 
Cai no buraco 
O buraco é fundo 

Acabou-se o mundo." (Parlenda popular)

Mudando essa parlenda com a mente de Cristo:


Hoje é domingo
Não fume cachimbo
O cachimbo faz mal, não é legal
O touro é um fraco
Caiu no buraco 
Deus fez a gente
E nos fez valente
Pra cima nós vamos 
Exatamente
Pra o céu que é lindo
Prá lá já estou indo


Dia dos Pais


Quero deixar aqui, mesmo que atrasada, minha mensagem aos papais do Colégio Machado de Assis, que se fizeram presentes num pequeno encontro, onde foi foram apresentados coreografias e mensagens emocionantes...!
Aos papais dos pequenos:
Antonio
Davi
Evanderson 
Luis Felipe
Manoel
Marcelo
Pedro Gil
Ravy
Samuel
Alice Alburqueque
Alice de Jesus
Eduarda
Leticia
Layara
Vallentina
O meu parabéns e o meu carinho...

Ser pai é ter compromisso.
E usar como artifício.
O seu jeito de amar.
É sentir muita alegria.
De estar em sintonia.
Como a areia e o mar.

Ser pai é um presente.
Que alegra e deixa contente.
A nação do mundo inteiro.
É como uma árvore atrativa.
Que dá fruto e cativa.
Lá no centro do canteiro.

Ser pai é a convicção.
De ter a preocupação.
De o filho ser vencedor.
No caráter e na verdade.
Manter sempre a humildade.
Cultivando sempre o amor.

Ser pai é perder o sono.
É sentir um cão sem dono.
Quando o filho está distante.
Mas que sempre trabalha duro.
Para garantir o futuro.
E o filho ser importante.

Ser pai é o extremo.
No mundo em que vivemos.
Nesse planeta sem brilho.
Com trabalho estressante.
Mas tem momentos marcantes.
Que são os abraços do filho.

Ser pai é um enredo.
Mas que não retrata o medo.
E tem alegria de monte.
É como um final de novela.
Seguindo num barco a vela.
A procura do horizonte.

Ser pai é acordar cedo.
E construir um brinquedo.
Com madeira e verniz.
Uma boneca ou um pião.
Uma pipa ou caminhão.
Só pra ver o filho feliz.

Pai tem que ser amado.
Além de tudo respeitado.
Do fundo do coração.
Pai é uma sensação gostosa.
Uma coisa maravilhosa.
Que não tem explicação.